A Embaixada de Portugal e o Camões, I.P. orgulham-se de apoiar a terceira edição do Festival Kinshasa Jazz. Desde o início, o Kinshasa jazz despertou o nosso interesse e a nossa vontade de colaborar com um projeto que veio colmatar um vazio na cena cultural de Kinshasa

 

festival kinshasa jazz

Este ano conseguimos concretizar esta parceria, da qual resulta, no dia 6 de setembro, na presença em palco de Renato Diz e Maria Quintanilla, que com enorme prazer acolhemos na cidade de Kinshasa.

O jovem pianista, compositor e produtor Renato Diz é um português nascido na cidade do Porto. Com um repertório artístico sucessivamente reconhecido em Portugal e no estrangeiro, Renato é um verdadeiro embaixador da expressão artística portuguesa. Dentre os seus trabalhos, destaco o projeto de 2017 “Portugal:Sonic Paths and Possibilities”, desenvolvido conjuntamente com Maria Quintanilla em Nova Iorque, cidade onde aliás vive há vários anos. Trata-se de uma criação que visa honrar a história de Portugal, trabalhando com influências e origens musicais de vários cantos do mundo, notavelmente da América do Sul, Ásia e África.

Penso que esta será a primeira vez que Renato Diz irá tocar em África, o que me leva a acreditar que esta oportunidade possa representar um novo capítulo nas suas “sonic possibilities”, e que, mais do que mostrar o seu trabalho em Kinshasa, consiga também desenvolver sinergias emergentes da colaboração com jazzmen congoleses que irão para além do próprio Kinshasa Jazz Festival. 

É, portanto, com grande prazer que damos as boas-vindas a Renato Diz e Maria Quintanilla a Kinshasa, aproveitando também para convidar todos vós a percorrer a Rue du Jazz e a participar nesta celebração da música jazz em Kinshasa.

 

Embaixador António Inocêncio Pereira

  • Partilhe